Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Uma mulher guerreira, romântica, amante de música e tudo que envolve cultura e artes. Pedagoga, poetisa, escritora de fatos da vida e de sentimentos envolventes na vida de todos nós. Amo crianças, respeito e venero as pessoas idosas, luto pelo fim de todo e qualquer preconceito.Oro pela cura de doenças como o câncer, a Aids entre outras...Sou viúva de um homem maravilhoso,me fez feliz por quase quarenta anos, mãe de três filhos e possuo seis lindos netos. Tenho amigos valiosos e acredito que a Educação é a arma para Transformar nosso Planeta num lugar onde o Respeito e o Amor sejam constantes.Escrevo desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante algo que possa beneficiá-lo . Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer.

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Quando se ama...







Quando se ama, não se reclama, posto que a chama do louco amor nunca se apaga. Tenho um amor que está selado e foi traçado , no céu talhado , nisso eu creio. Somos amigos e companheiros, somos amantes e isso jamais se acabará. Só a morte nos irá separar. Cumplicidade é o seu nome, a amizade o seu tempero e ESPERANÇA  toma meu peito. Só Deus quem sabe quem vai primeiro. Um dia sei que isso é certo, não gostaria de perdê-lo. Entendo pouco do que acontece,  talvez um dia eu compreenda. Amor tão forte, supera a morte, pois a essência é imortal. Todos observam nosso viver e quero muito o estender. Hoje escolhi esse cantinho pra revelar  o que reflito em meus instantes de aflição. Porém quem tem Fé, supera, mesmo sofrendo e aceita de certa forma. Algo é verdadeiro, não desistirei de lutar para que você viva Bem e Feliz todo o tempo que estiver   a meu lado.
Te amo Paulo Roberto!

Denise Vieira Doro

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Luz



Devemos ser  Luz
E irradiarmos  os seus benefícios...
Luz que perdoa
Luz que norteia
Caminhos do bem  e induz ao Bem...
Luz que acarinha
Demonstra o amor nas horas de dor
Prova que de fato
Com os nossos atos
Tudo se ilumina
Devemos ter Luz
A  Sabedoria que na hora exata
Presenteia a todos indistintamente
Que tolera e age tão sensatamente.

Denise Vieira Doro

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Sonhos










Queria ser um pássaro encantado
Que promovesse a paz onde voasse!

Queria ter um poder infinito
Que transformasse os erros em acertos!

Queria amar  e ser insaciável
Distribuindo esse Amor sem ter descanso.

Sonhar sem receios e sem pudor.
Cantar sempre a dor e o amor.

Pois que dos dois sempre aprendemos
E nos tornamos melhor quando percebemos.

Sonhar, com pés no chão e ilusão
De que o sonho em concreto vai ficar

Porque a vida por si só é luta e atos
Onde a alegria  se irmana a dor e ao amor!


Denise Vieira Doro

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Ontem








Ontem fiz tantas coisas impensadas...
Mais tarde vi o quanto isso me prejudicou
Ontem fui arrogante, vaidosa e sem modéstia
 E que algumas atitudes auxiliaram-me em  nada.

Ontem sonhei muito além do necessário
Transformei minha vida num emaranhado
Em cujas teias fiquei aprisionada
Arrependida  e sentido-me perdida

Mas o hoje veio para que eu refletisse
No ontem repleto de tolices
Provavelmente sem validade para o hoje
Todavia vi a importância do que disse.

Denise Vieira Doro

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Recordar é viver- Parte I




 

 Recordar é viver.

Como é agradável  ficarmos algumas horas recordando momentos passados de grande felicidade e outros até muito engraçados! A vida não é somente trabalho, aborrecimentos , lazer quando podemos. Recordações movem em nós sentimentos que estavam adormecidos e trazem um misto de prazer e saudades. Lembrarmos da juventude, quando a grande parada era curtir a "Jovem Guarda", dançar no clube aos domingos ao som dos The Fevers, Renato e seus Blue Caps, Ronnie Von, Roberto Carlos, Wanderleia, Erasmo Carlos, Jerry Adriani, Wanderley Cardoso e tantos outros não menos importantes, mas que eu levaria uns três dias escrevendo... Tempo bons, velhos tempos, belos dias! A juventude de minha época curtia mais o romance, dançava de rosto coladinho, a grande paradinha era a paquera...E como se paquerava! O twist e o rock também eram os rítmos da moda, adorávamos dançar ao som do "Biquini de bolinha amarelinha", do "Love me tender" com Elvis Presley e etc... Músicas daquela época tocam até hoje em bailes e são muito apreciadas pela juventude atual. Nas recordações além das músicas, da juventude animada  tem os rapazes que paqueravam  e faziam de tudo para conquistarem a garota "papo firme" que o Roberto falou. Que saudades dos bailinhos na casa dos amigos em que várias brincadeiras rolavam : dança do cabide, da vassoura, troca de par e etc...Os Beatles, The Rolling Stones, etc... Filmes como "Nos tempos da brilhantina", "Crazy" e etc... Havia mais respeito e carinho entre rapazes e moças, mais companheirismo, mais amizade. Essas recordações resgatam em nós a certeza de que fomos privilegiados na adolescência. Que tais lembranças jamais saiam de nós, pois a alegria de revivê-las  é algo mágico e muito aprazível.

Denise Vieira Doro

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

A flor e o amor







 A flor é como o Amor.
De carinho necessita
Se adubada floresce
Ao florescer enriquece.

O Amor quando demonstrado
Torna-se valioso e renovado
Nos atos incomparável
Na vida tesouro conquistado.

Em tudo que realizamos
O amor só contribui
As emoções vão alastrando-se
E ao fim tudo possui.

Denise Vieira Doro

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Desejo colo




Desejo o colo bem quente

O calor de seu corpo

Suas palavras  e gestos

Demonstrando seu afeto



Estou carente, nem sei

Porque me sinto assim

Seus carinhos e beijos

Jamais se afastam de mim



Não quero pensar, só amar

E sentir o amor pulsar

Em cada parte do corpo

Sendo assim me acalmar



Desejo é pra ser saciado

A todo tempo e lugar

Não importando o modo

Com que vamos realizar.



Denise Vieira Doro

Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog