Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Uma mulher guerreira, romântica, amante de música e tudo que envolve cultura e artes. Pedagoga, poetisa, escritora de fatos da vida e de sentimentos envolventes na vida de todos nós. Amo crianças, respeito e venero as pessoas idosas, luto pelo fim de todo e qualquer preconceito.Oro pela cura de doenças como o câncer, a Aids entre outras...Sou viúva de um homem maravilhoso,me fez feliz por quase quarenta anos, mãe de três filhos e possuo seis lindos netos. Tenho amigos valiosos e acredito que a Educação é a arma para Transformar nosso Planeta num lugar onde o Respeito e o Amor sejam constantes.Escrevo desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante algo que possa beneficiá-lo . Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer.

domingo, 25 de março de 2012

Será que devemos julgar e falar o que pensamos?

Creio que o excesso de autenticidade pode prejudicar-nos.Nem sempre podemos externar o que estamos pensando sobre esta ou aquela situação  ou pessoa. No Universo em que vivemos tudo se pensa, mas nem tudo se fala. Ou melhor... Se falarmos, dependendo do que estivermos pronunciando conquistaremos muitos inimigos ou seremos vistos como soberbos, invejosos ou antipáticos. Devemos sim, pensar, analisarmos e depois proferirmos. Isso deve ocorrer, porque em variados contextos vividos,  nossos pensamentos são equivocados , tendem a julgar erroneamente situações e palavras e na precipitação nos damos mal, muito mal mesmo!
Um pequeno exemplo: uma vendedora ofereceu um produto a uma possível compradora. Esta de imediato se encantou e encomendou o mesmo. No dia seguinte a vendedora foi efetuar a entrega e pasmem... Ouviu da compradora o seguinte. _ Desisti , pensei bem e não quero mais o produto.
Esse breve exemplo caracteriza como a vendedora com a mercadoria já adquirida em mãos ficou. Pensava somente que a compradora era uma pessoa irresponsável, que nunca deveria ter se entusiasmado e encomendado  com tanta urgência para no fim das contas declarar que não ficaria com ela. Mas nada disse no momento da recusa. Todavia  cada um de nós pensaria mais ou menos assim. Os dias foram passando e a vendedora, como uma pessoa preparada, continuou a ser gentil com a compradora que deu o "bolo" na hora de ficar e pagar. Passados uns dias, encontrou-se com a pessoa em questão e perguntou como ela estava, pois notara que havia emagrecido um pouco e a compradora respondeu : Nada bem, estou de partida, mudar-me-ei para outro Estado , longe daqui, separei-me de meu marido. Aí, a vendedora refletiu que julgar os outros é algo realmente condenável. Com essa resposta compreendeu que a mercadoria só foi devolvida e rejeitada porque o casal deve ter resolvido separar-se e a condição financeira , já não seria adequada para custear o que fora encomendado. E teria aqui muitos casos a relatar. De toda maneira qualquer que seja a situação em questão: diálogos, opiniões,   e etc..., devemos ter em mente que nem sempre falar ou julgar alguém seja a forma mais fácil de expressão. Podemos cometer injustiças e até magoarmos.

Denise Vieira Doro

quinta-feira, 22 de março de 2012

É preciso...



É preciso lutar
É preciso amar
É preciso falar
É preciso calar.


É preciso perdoar
É preciso tolerar
É preciso dar
É preciso orar.

É preciso sorrir
É preciso chorar
É preciso louvar
É preciso cantar.

Tudo isso na vida é preciso
Servir, refletir e renovar
Em cada gesto demonstrar
Que viver em paz é preciso.

Denise Vieira Doro

sábado, 17 de março de 2012

Esperar a Tempestade passar...

Esperar a tempestade passar...


Uma das grandes virtudes do homem chama-se  “paciência”. Temos muita pressa em julgar as pessoas, falar das mesmas, resolvermos nossos problemas de ordem emocional , financeira e etc...
            Os dias possuem vinte e quatro horas e estas passam no ritmo perfeito, para que possamos organizar nossas atividades. Nem sempre somos assim metódicos, na maior parte das vezes, deixamo-nos envolver pela pressa do mundo moderno e saímos atropelando a tudo e a todos.
            A percepção do que fazemos tornar-se-á quase impossível. Na correria acabamos não exercitando a arte de esperar, ter paciência porque nada vai durar eternamente.
            Todo obstáculo por maior que se apresente deverá ser ultrapassado com a convicção de que podemos , mas sem soberba. A humildade faz-se mister para que possa acontecer.
             A tempestade  a que faço alusão , são os problemas dos quais nem sempre conseguimos fugir, tais como: brigas, desentendimentos, tristezas, perdas, mágoas, desemprego, calúnias, vingança... Coisinhas que são tão pequenas diante do que somos aos olhos do Divino. Doenças também, pois a maioria são de ordem psíquica, valorizamos tanto essas pequeninas coisas que acabamos por ficar doentes. Doentes da alma e consequentemente do corpo.
            Exercitemos sempre que possível o seguinte: antes de julgarmos alguém, tenhamos um profundo conhecimento dessa pessoa e mesmo assim neutralizemos esse ato. Só Deus poderá julgar-nos. O mesmo aplica-se no falar, discutir, chorar, caluniar, vingar-se e lamentar-se. Adotemos palavras de AMOR e que induzam os que nos rodeiam de vibrações positivas. Sorriso nos lábios e ternura nos atos. Quando tentados a cair em alguma dessas armadilhas, que tornam-se “Tempestades” em nossa vida, vamos elevar nosso pensamento ao Criador e pedir que tudo se acalme. O esforço de não reagir e sim abrandar com pensamentos e preces resultará em grandes beneces para todos nós.

Denise Vieira Doro

quinta-feira, 15 de março de 2012

O aniversário







O aniversário é além de uma data muito especial a ocasião em que recebemos atenções e carinhos redobrados das pessoas que nos estimam, uma oportunidade de agradecermos a Deus por mais um ano de vida. Nem sempre todos se lembram, isso não importa, o mais importante e estarmos felizes, de bem com a vida e agradecidos por tudo: alegrias, tristezas, enfim o que nos acontece no dia a dia serve-nos de lições e amadurecimento espiritual. Quando sofremos por algo, ficamos mais sensíveis aos sofrimentos de nossos semelhantes. E isso tem muito valor para que possamos confortar os que possam passar pelas mesmas experiências no futuro ou até agora. Só pode ter palavras de apoio quem já passou por aquilo, não que os que não experimentaram não possam, mas quem viveu certamente dará um pouco mais de consolo, pela própria experiência. Nada dura para sempre! E como essa premissa é verdadeira, estamos conscientes de que seremos oras muito felizes e noutras muito tristes. Porém, tenhamos em mente de que cada ano de vida é nova oportunidade de crescimento. Cada gesto de tolerância e perdão nos enriquece com a certeza de que estamos fazendo o Bem, primeiro a nós mesmos e depois ao próximo. Enxergamos melhor quando analisamos tudo que nos foi ofertado até a presente data ( do aniversário) e dessa maneira poderemos rever atitudes, palavras e colocarmos no lugar o que ainda não está certo. Jamais nos esqueçamos de que a família nos oferta inúmeras oportunidades de crescimento e os amigos nos auxiliam sempre, e quem diria até os que não gostam de nós por algum motivo, esses nos ajudam mais do que imaginam.
Denise Vieira Doro

quarta-feira, 14 de março de 2012

Dia internacional da poesia




Sou poetisa e amante
Das letras e das palavras
Faço os versos sentindo
Um prazer indefinido.

A poesia nos toca
O coração e a razão
Embeleza com ternura
Nossa vida com doçura.

Nem sempre traduz romance
às vezes é realista
tão forte  nos surpreende
Mas é um belo presente.

Tantos poetas nós temos
Ricos em sapiência
Conseguem nos conduzir
A amar, sonhar e declamar.

Denise Vieira Doro

quarta-feira, 7 de março de 2012

MULHER










Mulher

Tu és nobre em qualquer momento.
Se trabalha em casa ,és dedicada
Se fora dela és uma guerreira
Defendes seus filhos com inimaginável proteção
Acalentas os sonhos e sem temor lutas por realizá-los.
És Divina quando em seu ventre carrega a vida.
És sinônimo de Amor.
Eterniza a Amizade e a multiplica através de seus gestos de generosidade.
O Criador a fez frágil na aparência e forte na essência.
Companheira , amorosa, dedicada aos entes queridos
Responsável pela educação de seus filhos  e quando mestra de seus alunos.
Passaria semanas exaltando sua importância no mundo e em nossas vidas.
Desejamos que sejas feliz eternamente!

Dedicada a todas as mulheres do mundo.

Denise Vieira Doro
 08 de março -  Dia Internacional da Mulher!

domingo, 4 de março de 2012

Contradições



 


Sou a contradição da vida
Oras alegre
Oras sofrida...

As saudades são feridas
Oras sangram
Oras saram...

Percorro os caminhos confiante
Oras com fé
Oras vacilante...

Sou como todos os seres
Oras me calo
Oras falo...

E assim vou vivendo cada dia
Oras trabalhando
Oras rezando
Oras agradecendo.

Denise Vieira Doro

O recomeçar





 Cada dia  uma oportunidade
Cada noite uma etapa vencida
A cada perda nova reflexão
Para recomeçar nossa vida.

Os tropeços, os espinhos
Só nos fazem mais espertos
Pois a cada dor sofrida
Aprendemos o correto.

Aprendemos com o Mestre
Que o sofrimento salva
E das cinzas renasceremos
Mais fortes e corajosos.

Não te deixes derrotar
Por nada que receberes
Tudo passa nessa vida
Com fé e seus afazeres.

Denise Vieira Doro
Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog