Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Sou escritora desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante através de meus textos palavras edificantes e que causem impacto é uma fé imensa na vida e na humanidade. Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer. Faço parte da Leia/JF, Liga de escritores, autores e ilustradores de Juiz de Fora. Sou da Academia de Letras Joaquim Osório Duque Estrada no município de Paty do Alferes onde residi por trinta e cinco anos. A vida é um belo presente.

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

O autêntico Natal








O  autêntico Natal.

O autêntico Natal não se resume a presentes. A troca de presentes é um símbolo do que na verdade deveria acontecer.
No Natal a humanidade fica mais sensível e até as pessoas que passam um ano inteiro sem lembrar-se do seu próximo, nessa ocasião sentem um impulso de ajudar alguém, uma instituição, enfim dar algo de si. Outras fazem dívidas altas para presentear parentes, filhos e outros  na certeza de que isso vai marcá-los como pais que amam, irmãos que adoram, amigos verdadeiros e etc...
A verdadeira essência do Natal não está no dinheiro ou objetos que se usa para agradar alguém...Está naquilo  que envolve o que Jesus pregou: o AMOR. É  fato que a amizade, o carinho, a atenção, o toque, o abraço, o sorriso, a tolerância, a fraternidade e o perdão estão inseridos em tudo isso. Porém, percebemos inúmeras criaturas que apregoam que amam a Deus, que Jesus é maravilhoso e em seu dia a dia não praticam  atitudes de AMOR. O melhor e maior presente, o de valor incalculável é justamente  a atitude de compreensão, superação e interação com todos, quer sejam parentes, amigos ou pessoas de seu contexto social.
Observamos tantas pessoas com sorrisos forçados ( pois seu coração está vazio), ofertando e recebendo objetos somente com algum interesse pessoal e ao final nada disso os realiza. Em algum momento hão de ver quão vazia é sua vida.
Aproveitemos essa época para um reflexão e conscientização nossa e até de indivíduos mais chegados a ,o verdadeiro símbolo do Natal. Afinal o Espírito do Natal deveria fazer parte de cada dia do ano que vivemos.
Tentemos fazer algo diferente , vamos trocar AMOR nas suas mais variadas formas e teremos no fim a verdadeira satisfação de que tornamos alguém mais feliz e assim sendo sentiremos uma intensa sensação de alegria.
Feliz Natal!
Denise V. Doro
Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog