Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Uma mulher guerreira, romântica, amante de música e tudo que envolve cultura e artes. Pedagoga, poetisa, escritora de fatos da vida e de sentimentos envolventes na vida de todos nós. Amo crianças, respeito e venero as pessoas idosas, luto pelo fim de todo e qualquer preconceito.Oro pela cura de doenças como o câncer, a Aids entre outras...Sou viúva de um homem maravilhoso,me fez feliz por quase quarenta anos, mãe de três filhos e possuo seis lindos netos. Tenho amigos valiosos e acredito que a Educação é a arma para Transformar nosso Planeta num lugar onde o Respeito e o Amor sejam constantes.Escrevo desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante algo que possa beneficiá-lo . Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer.

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Acorda Brasil!



 


Finalmente o Brasil acordou!
O povo brasileiro começou a pensar em tudo que os políticos prometeram e não realizaram. Nos serviços públicos de saúde, que deixa-nos sem médicos, leitos e quando se necessita de exames , esses são marcados para dois meses depois ou mais. Na segurança que inexiste, haja visto a violência a cada dia mais forte e as mortes de inocentes, quando os assassinos (se ricos) ficam praticamente impunes...A violência está em tudo, não somente nas agressões físicas, está presente nas filas intermináveis nos postos de saúde, nos setores públicos, nos transportes urbanos, quando temos que pagar passagem e viajarmos em pé, tal como sardinhas em lata, e nada é feito para que o usuário tenha um pouco de conforto. Violência com a educação, onde os professores recebem esmolas para lecionar, e os aposentados ficam anos a espera de receber seus direitos legais de atualização salarial. Violência com um salário mínimo que é tão pequeno que mal dá para sobreviver. Os idosos são esquecidos como lixo e desrespeitados na maioria dos lugares públicos. Violência, quando observamos os chefes de governo viajarem o mundo todo como se fosse um passeio, alegando que estão cuidando de nossos interesses. Levando comitivas numerosas e quem paga a conta somos nós os OTÁRIOS. Enquanto isso não se pode aumentar os salários, porém os juros e impostos esses sim, na calada da noite são reajustados de maneira aviltante. Devemos lutar para que tudo que está nos prejudicando tenha um fim, pacificamente. Agressões, depredações são formas violentas de protesto que denigrem tudo que o povo quer realmente . Existem inúmeras situações que temos que engolir , porém podemos manifestar nosso repúdio de maneira inteligentes e que certamente atingirão o que vislumbramos.
Vamos nos orgulhar de nosso país e com sabedoria escolher melhor nossos representantes. Que DEUS nos proteja e realmente possamos mudar o que aí está nos fazendo muito mal.
Denise Vieira Doro
Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog