Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Uma mulher guerreira, romântica, amante de música e tudo que envolve cultura e artes. Pedagoga, poetisa, escritora de fatos da vida e de sentimentos envolventes na vida de todos nós. Amo crianças, respeito e venero as pessoas idosas, luto pelo fim de todo e qualquer preconceito.Oro pela cura de doenças como o câncer, a Aids entre outras...Sou viúva de um homem maravilhoso,me fez feliz por quase quarenta anos, mãe de três filhos e possuo seis lindos netos. Tenho amigos valiosos e acredito que a Educação é a arma para Transformar nosso Planeta num lugar onde o Respeito e o Amor sejam constantes.Escrevo desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante algo que possa beneficiá-lo . Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer.

segunda-feira, 3 de junho de 2013

A pessoa certa










Não existe a pessoa certa, na medida pra cada um de nós.
O que existe chama-se sintonia, cumplicidade, amizade e estas se revelarão em gestos de atenção, companheirismo, carinhos e amor.
Não existe a escolha da... Na verdade acontece quando menos esperamos, geralmente quando estamos sós e pensando que ninguém nos deseja. A vida é complexa, idealizamos muitas coisas, situações, pessoas e num repente aparece alguém que se torna especial. Esse alguém que você sente falta quando está distante e que quando está junto, você deseja que o relógio pare , para que jamais saia da sua presença. A pessoa que te impulsiona a ver nas coisas simples da vida a alegria tais  como:  andar de mãos dadas, ir a um teatro, cinema, almoçar junto, conversar bastante , dançar de rostinho colado, rir de tudo e finalmente amar seus beijos e querer beijar também. Sentimentos surgem até quando não queremos nos envolver e toma-nos de tal maneira que não queremos que nada atrapalhe.  Com a pessoa certa falamos ao telefone mais de uma vez ao dia e, quando não acontece sentimos um grande vazio...Arrumamos desculpas para encontrarmos, porque estar pertinho é o que mais almejamos. Fala-se a mesma linguagem, os olhares dizem os sentimentos e os estereótipos caem por terra porque para uma relação saudável basta que os corações se toquem.
Denise Vieira Doro
Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog