Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Sou escritora desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante através de meus textos palavras edificantes e que causem impacto é uma fé imensa na vida e na humanidade. Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer. Faço parte da Leia/JF, Liga de escritores, autores e ilustradores de Juiz de Fora. Sou da Academia de Letras Joaquim Osório Duque Estrada no município de Paty do Alferes onde residi por trinta e cinco anos. A vida é um belo presente.

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Celebre as Vitórias


A cada dia passamos por incontáveis experiências e estas vão acumulando-se em nossa bagagem . Caminhamos cada vez mais, com nossas malas pesadas. No entanto ficam juntas na bagagem experiências boas e as que nos fazem ou fizeram –nos chorar, ficarmos tristes e magoados, ressentidos com alguém ou alguma coisa... E, isso de nada serve para nós, apenas para aumentar o peso que carregamos. Temos que ter a sensibilidade voltada somente para carregarmos tudo que nos fez bem e faz  ainda. Alegrias, momentos vividos com as pessoas que amamos de intensa felicidade. O orgulho de ver filhos formados, responsáveis, trabalhadores, o nascer dos netos e acompanharmos seu desenvolvimento, e etc... Ouvir que somos amados e dizermos a todos que amamos, o mesmo. Enfim uma bagagem mais leve, não pesa muito, porque está repleta de sentimentos bons que trazem paz  e harmonia material e espiritual. Cada vez que nos deixamos abalar por problemas ( bagagem pesada) que todos passamos durante nossa caminhada , atraímos o negativismo , passamos a ter sentimentos de que não somos amados e até que somos perseguidos. Isso é um grave engano. Quando determinarmos a nos afastarmos de tudo que possa nos fazer mal, jogando fora a bagagem que não presta pra nada, somente para aumentar o peso ( das culpas, dos arrependimentos, do sofrimento e etc...) nesse instante seremos mais felizes, nos sentiremos mais leves, daremos valor a cada pequenino gesto de atenção e consequentemente  estaremos aptos a darmos mais carinho , termos mais tolerância, compreendermos, enfim tudo isso acaba nos transformando em pessoas mais sensatas e pacíficas. Tentemos não acumularmos bagagem desnecessária, aumentam o peso desnecessariamente. A leveza de nossas atitudes e pensamentos irão nos proporcionar momentos inesquecíveis  e lembranças felizes.

Denise Vieira Doro

Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog