Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Uma mulher guerreira, romântica, amante de música e tudo que envolve cultura e artes. Pedagoga, poetisa, escritora de fatos da vida e de sentimentos envolventes na vida de todos nós. Amo crianças, respeito e venero as pessoas idosas, luto pelo fim de todo e qualquer preconceito.Oro pela cura de doenças como o câncer, a Aids entre outras...Sou viúva de um homem maravilhoso,me fez feliz por quase quarenta anos, mãe de três filhos e possuo seis lindos netos. Tenho amigos valiosos e acredito que a Educação é a arma para Transformar nosso Planeta num lugar onde o Respeito e o Amor sejam constantes.Escrevo desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante algo que possa beneficiá-lo . Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer.

terça-feira, 26 de julho de 2011

Homenagem ao dia da avó.




Quantas lembranças carrego do meu tempo de criança e da juventude também. Minha avó era doçura, chamego e proteção. A avó tem em nossa vida papel de suma importância, pois ajuda nossos pais no período da infância.

Vovó tem mais paciência, sabedoria e na essência nos dá grande liberdade, sempre tenta resolver qualquer briga entre netos com todo o seu afeto. Sua experiência de vida traduz-se em atitudes que educam a seu jeito os netinhos mais travessos. Aconselha, se alia, é amiga e companheira dos netos na juventude. Seus conselhos são importantes e não se pode questionar pois sempre acabamos vendo que tinha razão ao falar. Vovó prepara os quitutes que adoramos saborear, não se preocupa com calorias, e nos dá tanta alegria.

A avó sempre disposta a servir e participar, faz questão de estar presente nos momentos mais preciosos. No aniversário dos netos se esmera e dar amor e um presentinho que agrade.

Quem tem avó tem tesouro e este vale mais que ouro! Um dia também é pouco para homenageá-la portanto vamos amá-la todo tempo, toda hora e jamais abandoná-la.



Denise Vieira Doro

Dia da avó



Chega de tanta injustiça


de castigo e confusão!


Vou pra casa da vovó,


não tem outra solução!






Estou mesmo decidido


e pra sempre eu me mudo.


Aqui eu não posso nada


e por lá eu posso tudo!






Posso comer chocolate,


posso até me empanturrar.


Posso comer sobremesa


até antes do jantar.






Mesmo que eu faça bagunça,


vovó não briga comigo.


Se eu beliscar o irmãozinho,


vovó não me põe de castigo!






Vou fazer a minha mala,


meu carrinho eu vou levar.


Vou levar o meu cachorro


e o meu jogo de armar.






Vou levar meu travesseiro,


levo também meu pião,


pego os meus livros de história


e o meu time de botão.






Levo as coisas que eu gosto,


pra ter tudo sempre a mão:


levo também o papai,


a mamãe e o meu irmão!






Autora: Ana Canéo















Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog