Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Uma mulher guerreira, romântica, amante de música e tudo que envolve cultura e artes. Pedagoga, poetisa, escritora de fatos da vida e de sentimentos envolventes na vida de todos nós. Amo crianças, respeito e venero as pessoas idosas, luto pelo fim de todo e qualquer preconceito.Oro pela cura de doenças como o câncer, a Aids entre outras...Sou viúva de um homem maravilhoso,me fez feliz por quase quarenta anos, mãe de três filhos e possuo seis lindos netos. Tenho amigos valiosos e acredito que a Educação é a arma para Transformar nosso Planeta num lugar onde o Respeito e o Amor sejam constantes.Escrevo desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante algo que possa beneficiá-lo . Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer.

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

AMOR E DOR





Amor e dor

O Amor se assemelha a dor. Inúmeras vezes pensamos estar amando e agradando e podemos estar fazendo sofrer e sofrendo. Os sentimentos se mesclam a ponto de perdermos completamente a noção de quando parar. Parar com algo que pode não estar sendo agradável e pode estar causando tanto sofrimento que não vale ir adiante.
A s diferenças sociais e de pensamentos não destroem uma relação, porém, faz-se necessário que ambos saibam superar e permitirem o respeito às opiniões adversas. Nada termina com algo onde o sentimento é puro e verdadeiro.
Somente quando uma das partes ou ambas depositam muitas expectativas na relação é que tudo realmente dá errado. Fingir que se gosta das mesmas coisas, acaba sendo uma arma de grande periculosidade. Chegará um momento em que sem querer virá a tona que não gosta , que detesta o que fazia dizendo que a intenção era de fazer o outro feliz. Nada dura para sempre... Ninguém deve sob nenhum pretexto modificar-se para manter um relacionamento.
Não se pode alimentar algo em que tudo vira alvo de críticas. O respeito é a mola principal para a sustentação do amor. Quando se ama de verdade luta-se pela salvação antes que tudo naufrague.
Lutemos para que não tenhamos a infantilidade de pensar que imposições, proibições , críticas e atitudes impensadas possam detonar algo que tinha tudo para dar certo.

DVD
Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog