Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Uma mulher guerreira, romântica, amante de música e tudo que envolve cultura e artes. Pedagoga, poetisa, escritora de fatos da vida e de sentimentos envolventes na vida de todos nós. Amo crianças, respeito e venero as pessoas idosas, luto pelo fim de todo e qualquer preconceito.Oro pela cura de doenças como o câncer, a Aids entre outras...Sou viúva de um homem maravilhoso,me fez feliz por quase quarenta anos, mãe de três filhos e possuo seis lindos netos. Tenho amigos valiosos e acredito que a Educação é a arma para Transformar nosso Planeta num lugar onde o Respeito e o Amor sejam constantes.Escrevo desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante algo que possa beneficiá-lo . Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer.

sábado, 25 de agosto de 2012

Abra a janela








Temos medo de abrir a janela, não me refiro a da casa e , sim a da alma...
A janela da alma é a mais importante pois jamais alguém poderá destruí-la. Somente nós temos essa condição quando nos falta a fé, a determinação e o amor. Nossa alma guarda a emoção de momentos felizes e também a tristeza das dificuldades que passamos. Ao abrirmos a janela temos que permitir a saída das mágoas, angústias, temores e  permitirmos a entrada da coragem, da tolerância e do perdão. Façamos com que nossa alma possa estar plena de sentimentos bons. Assim transbordarão para nosso quotidiano através de fatos que conspirem para o Bem e a Paz Universal!

Denise Vieira Doro

domingo, 19 de agosto de 2012

O recomeço



 O recomeço

Somos fadados ao recomeço.
Quando solteiros ao casar temos pela frente um recomeço. Nova vida , novas esperanças e planos são traçados.
Quando os filhos nascem, uma alegria e quando partem para viverem suas próprias vidas , um recomeço.
Quando perdemos quem amamos quer seja por morte ou separação, estabelecemos outro recomeço.
Recomeçar  e bem é um ato de sabedoria.
Recomeços  fazem parte de nossa trajetória e em cada ato podemos reavaliar o que compensou e o que temos que deletar.
Saber recomeçar, eis que o tememos! O que importa é somente lutarmos para que essas etapas deixadas para  o passado não influam no recomeço de uma nova caminhada.

Denise Vieira Doro

domingo, 12 de agosto de 2012

A razão do Amor




O amor tem uma razão
E esta  é tão importante
Como o ar para vivermos
E  a luz à iluminar
Os  caminhos mais escuros

O amor é de tudo a essência
Traz paz e clarividência
Modifica atitudes envolvendo , encantando
Transformando o ruim em belo e bom.
Presenteia com virtudes quem o tem no coração


Ah! O amor é tudo de tudo
Na Amizade faz milagres
O inimigo perdoa, conquista e se refaz
Enobrece quem o possui dando de presente a paz.

Sem amor nada eu seria
Teria vida vazia
Como jardim sem as flores
E triste eu viveria.

Autora: Denise Vieira Doro
Livro: Em canto poético

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Prece




Prece

Senhor dai-me paciência para com meus semelhantes e principalmente com meus afetos...

Consola-me nos momentos de sofrimento e fortalece-me diante das armadilhas do mundo.

Forja-me como ao ferro em brasa, mesmo que doa muito, só assim aprenderei a ser resignada e avançarei na escala evolutiva.

Abençoa as famílias num todo, principalmente as que passam privações de toda ordem.

Impulsiona-me para ajudar aos que necessitarem tanto de uma palavra de apoio como materialmente,

Que eu jamais me esqueça de bendizer ao dia que amanhece e agradecer o fato de estar viva ao anoitecer.

Sustenta minha Fé diante de todos os obstáculos ou decepções que venham ao meu encontro nessa jornada.

Ampara minhas lágrimas de desilusão e faça com que eu as transforme no bálsamo de oportunidades de aprendizado.

Dá-me consciência de que nada sou e que muito preciso receber na caminhada que percorro e que a humildade supere em mim a vaidade.

Aproxime de mim os amigos para que eu possa auxiliar a todos, quando for preciso e os inimigos a fim de que eu possa provar aos mesmos, que ainda é tempo de retomarmos a amizade perdida.

Que o respeito, a caridade e a simplicidade sejam as expressões de minha vida.

Que Assim Seja!

Autora: Denise Vieira Doro
27/06/2009
Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog