Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Sou escritora desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante através de meus textos palavras edificantes e que causem impacto é uma fé imensa na vida e na humanidade. Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer. Faço parte da Leia/JF, Liga de escritores, autores e ilustradores de Juiz de Fora. Sou da Academia de Letras Joaquim Osório Duque Estrada no município de Paty do Alferes onde residi por trinta e cinco anos. A vida é um belo presente.

sábado, 18 de abril de 2015

Comunicação em tempos modernos





O amor nos tempos hodiernos está bem diferente do que conhecíamos até a uns anos passados... Vivem-se relações peculiares. Não existe mais o flerte ou azaração. Os dispositivos tecnológicos vieram mudar as formas de se abordar alguém. Num pequeno celular, notes, Pcs entre outros, vemos pessoas nos sites de relacionamentos interagindo de maneira bem ousada e de certa forma muito intensa.
Quem participa de facebook, instagran  e etc... possuí a oportunidade de conhecer um número incontável de pessoas. Ali estabelecem diálogos, trocas de telefones, postagem de fotografias e até marca-se encontros para um conhecimento mais próximo.Isso sem falar nas webs cans que abrem a oportunidade de interação com voz e imagem.
O que surge depois disso são atitudes muito diversas, e muitos acabam em nada depois de certo tempo, noutros transformam-se numa amizade e um namoro  levado a sério acontece. Temos conhecimento de casamentos que ocorreram através desses recursos.
Todavia temos  conhecimento de um lado perigoso, onde os encontros são de homens casados  e até disponíveis ( separados, divorciados ou solteiros) mas com a finalidade de diversão e aventura.
Não nos cabe julgar, no entanto de acordo com a personalidade e educação recebida algumas criaturas se machucam, sentem-se usadas e etc...
Faz parte de um mundo virtual, onde até os valores e conceitos mudaram.
Usemos esses recursos com cuidado , seriedade e de maneira não compulsiva. Podem causar dependência, temos exemplos de alguns que se tornaram tão viciados que não possuem tempo para olhar para o mundo real. Nem fazem ideia do que se passa ao seu redor. E com isso perdem empregos,  oportunidades de trabalho e os estudos ficam prejudicados devido a falta de leitura e o uso de palavras bem reduzidas em suas grafias para poupar tempo.
Não fazemos apologia ao fim da modernidade. Desejamos que a humanidade saiba equilibrar o que anda utilizando, tenha preparo emocional para as decepções amorosas ou não, podem ser de amizades. Assim sendo os prejuízos psicológicos poderão ser minimizados.
Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog