Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Uma mulher guerreira, romântica, amante de música e tudo que envolve cultura e artes. Pedagoga, poetisa, escritora de fatos da vida e de sentimentos envolventes na vida de todos nós. Amo crianças, respeito e venero as pessoas idosas, luto pelo fim de todo e qualquer preconceito.Oro pela cura de doenças como o câncer, a Aids entre outras...Sou viúva de um homem maravilhoso,me fez feliz por quase quarenta anos, mãe de três filhos e possuo seis lindos netos. Tenho amigos valiosos e acredito que a Educação é a arma para Transformar nosso Planeta num lugar onde o Respeito e o Amor sejam constantes.Escrevo desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante algo que possa beneficiá-lo . Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer.

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

A virada do Ano



 
Mais um ano se vai e outro chegando...
Novas esperanças, novos projetos animam a humanidade...
Dias melhores virão e com esse pensamento brindamos, sorrimos, abraçamos , beijamos e festejamos a virada do ano.
Nos primeiros dias do novo ano, temos a nítida impressão de que nada mudou.Realmente nada mesmo, somos os mesmos, tudo ao redor está igual, no entanto para que algo de novo aconteça temos que ter a coragem de mudar. Mudar a forma de agir e pensar em alguns setores que almejamos uma transformação.
Tenhamos o cuidado para não ferirmos nossos princípios e não ofendermos os que nos rodeiam. Cabe somente a cada um de nós a verdadeira guinada. E que esta seja com os pés no chão, foco e determinação suficientes para que ao findar o ano novamente possamos ter uma avaliação diferente dos anteriores e muito mais realizados estejamos com o que construímos de bom e melhor para nós e para o Planeta.
Feliz Ano Novo!
Denise Vieira Doro

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Coração instável




Meu coração é instável
Sofre sempre alguns abalos
Sejam de  alegrias vividas
ou de intensos sofrimentos.

Mas, tem sempre o espaço
Para abrigar os amores

Sentimentos conturbados
E às vezes apaixonados

Ah! Coração de cristal
Um grito pode rachá-lo
Mas resiste a todo mal
E suporta um vendaval

Coração puro e frágil
Amoroso e teimoso
Não desiste, não recua
Diante da amargura.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

E o Natal está chegando...A saudade dos que partiram aumenta.







Nos festejos que antecipam essa Festa da Cristandade, temos muito que refletir, relembrar e nos comprometermos junto ao Divino, novos rumos em nossa vida.

A troca de presentes é um meio um tan9to comercial. No entanto se junto ao presente estivermos convictos de que nossa presença deve ser o mais importante, aí teremos algo que certamente agradará ao Menino Deus.

Na ceia de Natal além do melhor que possamos oferecer e partilhar, existem momentos onde são relembrados outros Natais e pessoas próximas  que  partiram durante o ano e até mesmo em data muito próxima das festas de fim de Ano. Essas  permanecerão pra sempre em nossos corações.

Esse Natal será um pouco diferente para nós, parentes, amigos e para muitas famílias que perderam seus entes queridos. Outros Natais podem ter ocorrido de forma similar. Mas,sabedores de que a Morte não é o FIM, voltemos nossos pensamentos para ELES, porque assim sendo serão lembrados pela alegria que nos trouxeram em vida  e agradeçamos a DEUS pela oportunidade que nos concedeu de tê-los tido em nosso meio, fazendo parte de nossa família ou dos nossos amigos.

Voltemos nossas forças para nessa noite de véspera de Natal , lembrarmos dos menos favorecidos, desejando que tenham alimento em suas mesas. Das crianças que sempre almejam algum brinquedo, que possam alegrar-se ganhando de alguém que lembrou-se de que Natal sem partilha, generosidade e perdão não é Natal!

Meus irmãos...Natal consiste em Perdão . Que saibamos discernir o certo do errado, perdoar aos que por algum motivo nos magoaram e a partir do dia vinte e cinco de dezembro tomarmos as resoluções mais acertadas em nossa caminhada nessa Orbe. Que O Natal não traga somente recordações , todavia esperanças de dias melhores, onde a Humanidade se lembre de que estamos comemorando o Nascimento de Jesus, que veio ao Mundo para nos dar a mais bela lição: Amar, Amar e Amar!



Denise Vieira Doro

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Falando em Natal









 
Falando em Natal

Falar do Natal é tão fácil, enfeitar casas, dar presentes, iluminá-las,preparar ceia farta, desejar Feliz Natal a todos... Viver o Natal é muito diferente.
A humanidade envolve-se no clima natalício com sentimentos aflorados: doações, fazer o bem, reaproximações, perdão... Resta no entanto, saber se o Espírito do Natal está realmente no âmago desses corações. Natal não se resume apenas a isso vai muito mais além. Além das aparências, além de gestos julgados fraternos. O Nascimento de Jesus  nos revela que o AMOR em todas as suas nuances tais como sinceridade, humildade, união, amizade, desinteresse financeiro, paz, tolerância, solidariedade e revisão de maneiras de ser, ver e tratar o próximo são básicos para que o NATAL torne-se realmente verdadeiro. A ciência em cada ser de fazer ao outro o que gostaria que lhe fizessem e o respeito.
Vemos casas muito lindas, outras nem tanto, porém muito do que assistimos é apenas uma encenação, uma forma de sentir-se feliz comemorando o Natal com os presentes, casas cheias de parentes e amigos, os brindes de bebidas variadas , sorrisos e uma aparente harmonia. Na maioria das vezes após as festas tudo volta a ser como antes, vive-se a insistir em erros , palavras e etc... Tudo contraditório aos olhos de Deus e dos homens de boa vontade.
O valor do que se vê ou faz está num só sentimento o AMOR. Amor revelado em atitudes de renúncia, de reconciliação, de pensamentos bons para todos os seres, de desprendimento, de vibrações de energia salutar. Essa essência Divina irá transformar tudo que se fizer em algo tão lindo e ligado ao equilíbrio  que trará tranquilidade. E que na autêntica manifestação dos festejos, permaneça por todo o sempre o mistério do nascimento do Menino Deus  em nós.

Denise Vieira Doro

Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog