Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Uma mulher guerreira, romântica, amante de música e tudo que envolve cultura e artes. Pedagoga, poetisa, escritora de fatos da vida e de sentimentos envolventes na vida de todos nós. Amo crianças, respeito e venero as pessoas idosas, luto pelo fim de todo e qualquer preconceito.Oro pela cura de doenças como o câncer, a Aids entre outras...Sou viúva de um homem maravilhoso,me fez feliz por quase quarenta anos, mãe de três filhos e possuo seis lindos netos. Tenho amigos valiosos e acredito que a Educação é a arma para Transformar nosso Planeta num lugar onde o Respeito e o Amor sejam constantes.Escrevo desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante algo que possa beneficiá-lo . Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer.

sábado, 18 de maio de 2013

A leveza do Ser





A leveza da alma é exatamente a leveza do ser...
O SER humano deve estar sempre em sintonia com DEUS e assim sendo estará tranquilo e leve.
Por mais que alguém queira lhe atingir não poderá.
A pessoa que possui fé, amor e caráter, não permitirá que coisas pequenas o atinjam.
Estará sempre orando pelas que não possuem luz, encontram-se nas trevas da incompreensão, do rancor, das mágoas e consequentemente nada podem oferecer a nível de carinho e amor.
Quando alguém nutre esses sentimentos tenta ferir o outro, nem sempre atinge seu objetivo principalmente se a outra pessoa estiver em paz, tiver amor e a capacidade de ver que o que mais essa pessoa necessita, é de orações.
Quem perdoa,  quem aceita o outro como ele é, e vive sua vida sem preocupar-se com detalhes que possam  denegrir seu semelhante é uma pessoa abençoada e feliz!
Quem por falta de visão (cego da alma) leva seu espírito de contestação e vingança a qualquer pessoa, é digno de pena...
Não podemos mudar as pessoas, mas podemos mudar nossa vida em relação a algumas  atitudes e certamente compreenderemos até que ponto devemos mudar  e obteremos forças para lutar contra os fracos de espírito.

Denise Vieira Doro
Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog