Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Uma mulher guerreira, romântica, amante de música e tudo que envolve cultura e artes. Pedagoga, poetisa, escritora de fatos da vida e de sentimentos envolventes na vida de todos nós. Amo crianças, respeito e venero as pessoas idosas, luto pelo fim de todo e qualquer preconceito.Oro pela cura de doenças como o câncer, a Aids entre outras...Sou viúva de um homem maravilhoso,me fez feliz por quase quarenta anos, mãe de três filhos e possuo seis lindos netos. Tenho amigos valiosos e acredito que a Educação é a arma para Transformar nosso Planeta num lugar onde o Respeito e o Amor sejam constantes.Escrevo desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante algo que possa beneficiá-lo . Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer.

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Prece para pedir fé







Prece para pedir fé

Senhor , agradeço pela vida
Pelo sol que me aquece e ilumina
Pelo alimento que tenho
Pela saúde que possuo

Peço que me alimente de fé
Força e coragem
Para dar alento
Aos que estiverem doentes

A doença do corpo
A doença da alma
Livre-me delas
Auxilie aos que sofrem

Que eu possa levar sempre
A presença que serve
A palavra que anime
O amor que dá a vida.

Perdoe minhas falhas
Reconheço meus erros
Louvo tuas obras
Creio em vossa proteção.

Denise Vieira Doro

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Não saberia viver sem meus amores





A vida sem um amor é insípida. Temos necessidade de amar e sermos amados. O Amor é o combustível da vida! A família é o motor. Nada melhor que a família. Podem haver divergências, ciúmes, briguinhas, no entanto ao final tudo acaba bem. A verdade é que sendo família a inimizade não encontra muito espaço para sobreviver.
Os amigos são parte desse motor. Sem amigos ficaríamos sem chão em momentos onde a própria família está ao nosso lado. Amigos são apoio, ombro, lenço para enxugarem nossas lágrimas. A família também desempenha esse papel.
Nada nesse mundo substitui o amor. Necessitamos de gestos de generosidade, de sorriso, de carinho, de toque e de palavras motivadoras.
Na hora da alegria como é maravilhoso termos a nosso lado família e amigos. Mas, nas horas de tristezas a importância é igual.

Não saberíamos viver sem os amores que alimentam nosso motorzinho. Tentemos viver em harmonia sempre! No ambiente de trabalho, com os amigos e na família façamos algo realmente importante: amemos  mesmo nos momentos em que conflitos se instalaram. Não desistamos de nos reconciliarmos. Em qualquer hora e situação o bom mesmo é promovermos a paz interior e a nossa volta. Nada que um bom diálogo não solucione.

Denise Vieira Doro

terça-feira, 23 de agosto de 2011

O amor que tudo supera

Ah! O Amor , tão propagado aos quatro ventos! Tão falado, escrito , cantado e presente em muitos momentos.
Creio que o verdadeiro AMOR não se demonstra  só com atenções, generosidade, carinho, isso é importantíssimo sem dúvida alguma, todavia é justamente nas horas difíceis que nosso AMOR é testado.
É fácil falar de AMOR, porém AMOR  significa: perdão, tolerância, superação, auxílio, dedicação ...O que realmente desejamos é nos momentos mais duros de nossa existência, no leito de dor, na hora da falta de paciência o AMOR SOBREPUJAR com o que a pouco escrevi. Difícil, sim dificílimo! Mas, não creio que seja impossível. Através de sabedoria, uma visão e experiência de observação  da vida, de tudo que se passa ao nosso redor e principalmente na vida de outras pessoas. Situações onde faltou a parte do AMOR que se completa com Perdão e etc... Voltemo-nos para Deus, não importa a religião que professemos, o que vale é a força que só a Fé nos dá. A resignação real ( não a fingida), aceitação sem reclamações. Na verdade é uma tarefa árdua a ser por nós trabalhada a cada dia, a cada passo dado a caminho do Bem e da Paz.

Denise Vieira Doro

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

E a vida continua...

A vida continua  quando perdemos um ente querido... No entanto, sob outro ângulo de visão. Não é fácil aceitarmos as perdas e menos fácil vivermos com temor de que nos aconteçam. Com as perdas amadurecemos, ganhamos em aprendizado, passamos a sentir o quanto somos impotentes diante da morte. Valorizamos mais a VIDA. Temos que reaprender a viver, sem a pessoa que tanto amamos. É no presente mesmo, afinal o Amor jamais acabará. Mesmo não tendo mais a presença que tanto nos dava segurança, carinho, entre outras coisas, a essência fica. O amor transforma-se em algo abstrato , porém concreto em nossa memória. Vivemos por vezes sentimentos conflitantes, principalmente quando a pessoa sofre de alguma enfermidade que provoca sofrimentos. Ficamos desnorteados e chegamos a pensar que se partisse teria alívio ... Somos humanos e repletos de sentimentos. Lágrimas são derramadas, mas não em vão. Lavam nossa alma e renovam nosso espírito. Voltemos para a vida , após  todo o desgaste de uma perda, com muita coragem, fé e pensemos na pessoa que se foi alegre, em seus mais belos momentos entre nós.
 E que Deus continue nos amparando com seu AMOR!

Denise Vieira Doro


sábado, 20 de agosto de 2011

Vida em versos



Vida, vivida com alma e sofrida
Vida que supera as mais fortes feras
Feras da doença, dos impedimentos
Que tentam estragar bons momentos.

Não vou te deixar
Minha vida abalar
Nada vai mudar
O que Tenho em mente

 É tão simples e claro
Viver intensamente
Falar mansamente
Agir prudentemente.

Vida com vida
Requer atenção
Cobra emoção
Soa como canção.

Denise Vieira Doro


terça-feira, 16 de agosto de 2011

Mensagem ao homem amado




Quero sentir o gosto de sua boca
Suas mãos acariciando-me suavemente
A sensação renovada de paixão
O amor estampado em nossa  face.

Que possamos namorar como antes
Com o rosto enrubescido pela atração
e o corpo tremendo ao mais leve toque
sejamos os amantes de corpo e coração.

Não imagino minha vida sem você
Meu querer será sempre te querer
Seu olhar penetrante me alucina
Despe-me, ama-me  e  me fascina.

Denise Vieira Doro

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Me ame...






Me ame...







Me ame, como antes


Com a mesma volúpia


Com a mesma intensidade


Usando os mesmos carinhos


Sussurando as mesmas palavras


Tocando as partes que mais gosto


Gemendo de prazer comigo


Satisfazendo todos os meus desejos


Cobrindo-me de beijos


Deixando-me deitar em teu peito


Depois da plenitude maior


Fique me vendo os olhos cerrar


Para contigo novamente sonhar


Sentindo meu corpo ainda satisfeito


De ter tido você em mim


Em afagos trocados sem fim


Permitindo-me  adormecer em teus braços.






 Denise Vieira Doro


Livro: Em canto poético

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

PAI

PAI







Pai, tu és a bússola em nossa vida


Exemplo de coragem e força






Amor tão imenso dedica


Que até de ti se esquece






Seu maior orgulho é dar


Um bom exemplo a ser seguido






Sua meta, garantir futuro


Ter alegria de ver o filho seguro






Sua importância é imensurável


Sua presença insubstituível






Dedicação seu lema


Companheirismo sua prática






Pai sinônimo de proteção


Carinho e emoção.






Denise Vieira Doro

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

A boca

A boca é doce encanto



Quando dela as palavras


Soam como melodia


E não causam nostalgia.
 
 
Da boca saem sorrisos
 
Beijos  quentes atrevidos
 
Caretas e expressões
 
Que demonstram as emoções.
 
 
Denise Vieira Doro

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

As mãos

As mãos se tocam despertam



Desejos , carinhos , amor


Quando nossas mãos apertam


Selam amizade ou dor.






Denise Vieira Doro

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

O amor próprio

O amor próprio



Parece que estamos vivendo dias onde o amor próprio perdeu seu espaço. Nota-se visivelmente que a maioria das pessoas não se dá o valor merecido. Refiro-me a pequeninos detalhes que demonstram tal acontecimento.

A preocupação com a saúde física e espiritual já não é tão importante para muitos. A alimentação é algo pouco relevante , come-se excesso de alimentos gordurosos, açúcar em demasia, ingere-se refrigerantes como se fosse água e a saúde jamais será como deveria. Com o passar do tempo as consequências dessas atitudes aparecerão em formas desagradáveis. O corpo disforme, pois se engordamos não poderá ser bonito, em outros casos aparece o Diabetes tipo 2, colesterol e triglicérides altos e se não cuidarmos a tempo, problemas de hipertensão ou coração. A falta de atividade física é outro fator que hoje não se leva muito a sério. A preocupação predominante é com o TER e não com o SER. TER dinheiro para consumir tudo que se vê nas vitrines das lojas e shoppings. Seguir as tendências da moda é que conta. A falta de uma fé ou religião permite que não tenhamos respeito por nosso corpo e saúde. Quando nos amamos, amamos nosso semelhante, pois estamos em equilíbrio e desejamos transmitir paz e palavras generosas aos que nos rodeiam. Tentemos a cada dia analisarmos as ações que estamos tendo para que através da busca do amor próprio sejamos mais felizes e que isso se faça perceber por todas as pessoas que nos conhecem.



Denise Vieira Doro

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Declaração de um PAI








Se possuis um amigo


Podes contar comigo


Sou teu pai te protejo


Sou teu porto seguro






Caso alguém te ofenda


Também ofende a mim


Você é meu tudo


Defender-te –ei até o fim






Muitas noites passei


Sem dormir por você


Preocupado em dar-te


Educação e exemplo






Perdoe-me se falhei


Em algum momento


Porém meu imenso amor


Será seu alento.






Denise Vieira Doro










Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog