Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Uma mulher guerreira, romântica, amante de música e tudo que envolve cultura e artes. Pedagoga, poetisa, escritora de fatos da vida e de sentimentos envolventes na vida de todos nós. Amo crianças, respeito e venero as pessoas idosas, luto pelo fim de todo e qualquer preconceito.Oro pela cura de doenças como o câncer, a Aids entre outras...Sou viúva de um homem maravilhoso,me fez feliz por quase quarenta anos, mãe de três filhos e possuo seis lindos netos. Tenho amigos valiosos e acredito que a Educação é a arma para Transformar nosso Planeta num lugar onde o Respeito e o Amor sejam constantes.Escrevo desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante algo que possa beneficiá-lo . Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Amor maior não há









Os dias passam e eu convenço-me de que viver sem você é, e será algo dificílimo! Você chegou em minha vida quando eu era bem jovem... Foi tudo de bom, meu professor, meu namorado carinhoso, paciente e que proporcionou-me as experiêcias incríveis em todos os sentidos. Nossa união surpreendeu a todos. Muitos não acreditavam que fosse duradoura, devido a minha pouca idade. Puro preconceito! Nos meus dezoito anos era uma moça bem amadurecida e disposta a enfrentar todas as dificuldades da vida de casada. Fomos passo a passo construindo nosso lar. A família teria que aumentar, mas Deus levou nossa primeira filha, Gisele. Mesmo entristecidos não desistimos. Veio a segunda gestação, e novamente perdemos o Júnior. Nem isso deixou-me revoltada, resolvemos de comum acordo adotarmos, afinal filhos são do coração, porque se não estiverem presentes em nosso coração de nada adianta terem saído da barriga. Você as trouxe de presente pra mim. Gêmeas! Vieram dar sentido e alegria as nossas vidas. Mais tarde após outra perda, tivemos o menino. Lembro-me de que nesses momentos demos muito mais valor as pequenas coisas, somente com o sofrimento e com momentos posteriores de alegrias podemos adquirir muito aprendizado e darmos mais valor a Fé e a proximidade com DEUS.

E oportunamente continuarei escrevendo minhas conclusões sobre um casal que se uniu a quase quarenta anos e que se ama a cada dia mais e mais!

Denise Vieira Doro
Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog