Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Uma mulher guerreira, romântica, amante de música e tudo que envolve cultura e artes. Pedagoga, poetisa, escritora de fatos da vida e de sentimentos envolventes na vida de todos nós. Amo crianças, respeito e venero as pessoas idosas, luto pelo fim de todo e qualquer preconceito.Oro pela cura de doenças como o câncer, a Aids entre outras...Sou viúva de um homem maravilhoso,me fez feliz por quase quarenta anos, mãe de três filhos e possuo seis lindos netos. Tenho amigos valiosos e acredito que a Educação é a arma para Transformar nosso Planeta num lugar onde o Respeito e o Amor sejam constantes.Escrevo desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante algo que possa beneficiá-lo . Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer.

quinta-feira, 14 de junho de 2012

O mundo


O mundo gira e não para , mas não sentimos o movimento. O Universo conspira a favor dos ventos que trazem o amor, a simpatia , a sedução, a atração. Não devemos fugir  do caminho a ser percorrido, das águas onde teremos que mergulhar, quer esteja ou não o mar revolto. Certo é que muitas palavras, pensamentos, anseios levam-nos a curiosidade de realizarmos. Mas nem sempre a coragem permanece no momento oportuno. Surgem dúvidas quanto ao que sentiremos depois de tudo consumado. Como fazermos algo tão desejado e corrermos o risco de perdermos tudo ? Será que vale a pena o risco? Sabemos que enquanto alimentarmos sentimentos de insegurança estaremos adiando algo que poderá ser tão lindo e significativo. Então o jeito é esquecermos tudo e a doação ser plena! Daí , o resultado veremos após tudo experimentado. Ser feliz é algo que todo ser humano quer, mas aparentemente teme. Vamos corajosamente entregar-nos a algo que certamente não durará a eternidade, porém o tempo que durar será infinitamente belo e inesquecível.

Denise Vieira Doro
Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog