Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Sou escritora desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante através de meus textos palavras edificantes e que causem impacto é uma fé imensa na vida e na humanidade. Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer. Faço parte da Leia/JF, Liga de escritores, autores e ilustradores de Juiz de Fora. Sou da Academia de Letras Joaquim Osório Duque Estrada no município de Paty do Alferes onde residi por trinta e cinco anos. A vida é um belo presente.

segunda-feira, 2 de abril de 2012

FIDELIDADE




Devemos ter como parâmetro em cada atitude e palavras proferidas a Fidelidade. A fidelidade a educação que recebemos, aos princípios éticos e morais que defendemos e à religião que professamos.

Pouco adianta estarmos num templo religioso, seja ELE qual for, ou batermos no peito a religião que temos, quando nossas atitudes contrariam os princípios básicos das Leis Divinas ou de qualquer outro líder religioso que estejamos seguindo.

A Lei do Amor, esta sim, é a MAIOR e o único caminho para obtermos Paz, Sabedoria e Equilíbrio. Nas situações em que não seguirmos o que tanto apregoamos ou aparentamos ( porque às vezes fingimos Ser o que nunca fomos), nossa vida se transforma num turbilhão de sentimentos de culpa, perdas de entes queridos, de emprego, de dinheiro, de amigos, de calma e tranqüilidade.

Quem passa uma vida inteira tentando enganar os outros, engana a si próprio, Vai colher o fruto do que plantou e o sabor deste será amargo.

Vamos nos inspirar, com verdadeiro sentimento nas atitudes de Perdão, Amor e Generosidade. Rezemos pelos que não possuem a LUZ, as criaturas que só realizam-se falando mal dos outros, criticando-os e dando desprezo. Lamentavelmente tais pessoas precisam muito de nós. Não neguemos diante de Deus as preces e a generosidade, não levando a sério as ações tomadas levianamente e que entristecem ao nosso Mestre Jesus. É inútil ficarmos diante de imagens orando , acendendo velas, horas e horas lendo a Bíblia e pedindo graças, se nosso coração está repleto de rancores, mágoas entre outros. Devemos difundir a união e onde houver a discórdia dissiparmos com conselhos e ações. O Pai Celestial só atenderá as preces dos que forem humildes e tenham um coração puro. Cristo disse: _ Amai a Deus sobre todas as coisas e ao PRÓXIMO COMO A TI MESMO!



Denise Vieira Doro

Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog