Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Uma mulher guerreira, romântica, amante de música e tudo que envolve cultura e artes. Pedagoga, poetisa, escritora de fatos da vida e de sentimentos envolventes na vida de todos nós. Amo crianças, respeito e venero as pessoas idosas, luto pelo fim de todo e qualquer preconceito.Oro pela cura de doenças como o câncer, a Aids entre outras...Sou viúva de um homem maravilhoso,me fez feliz por quase quarenta anos, mãe de três filhos e possuo seis lindos netos. Tenho amigos valiosos e acredito que a Educação é a arma para Transformar nosso Planeta num lugar onde o Respeito e o Amor sejam constantes.Escrevo desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante algo que possa beneficiá-lo . Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer.

quarta-feira, 25 de abril de 2012

O amor é...



O amor é doação, cumplicidade, perdão, generosidade e tolerância. Se quisermos viver o AMOR em sua plenitude temos que viver para doar sem nada esperar em troca. Sermos cúmplices em todas as horas, nas difíceis levando nosso apoio e auxílio e nas alegres tendo a mesma alegria e demonstrando o quanto ficamos felizes com a felicidade das pessoas que amamos. O perdão é envolver não somente o esquecimento da ofensa, como continuarmos a vibrar de forma agradável e positiva pelos que nos magoaram. Essa mágoa deverá ser apagada de nosso íntimo e nunca deverá ser lembrada para que não polua nossos melhores sentimentos. A generosidade é a  maneira mais correta de vivermos. Sempre que formos generosos estaremos plantando o Bem e colheremos sempre. Mas caso tenhamos a ingratidão como resposta, o simples fato de não nos deixarmos contaminar pela ofensa ou falta de reconhecimento por si só já é a generosidade sendo vivida. E a tolerância , esta é a mais nobre de ser exercitada. Como é difícil tolerarmos no outro  o que nós mesmos fazemos e na maioria das vezes nem percebemos. Diante de tudo o que aprendemos em cada dia de existência é que a conquista da perfeição é algo que dura toda uma vida e sempre estaremos precisando renovar nosso olhar sobre o outro e acima de tudo o respeitarmos do jeito que ELE é.

Denise Vieira Doro

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog