Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Uma mulher guerreira, romântica, amante de música e tudo que envolve cultura e artes. Pedagoga, poetisa, escritora de fatos da vida e de sentimentos envolventes na vida de todos nós. Amo crianças, respeito e venero as pessoas idosas, luto pelo fim de todo e qualquer preconceito.Oro pela cura de doenças como o câncer, a Aids entre outras...Sou viúva de um homem maravilhoso,me fez feliz por quase quarenta anos, mãe de três filhos e possuo seis lindos netos. Tenho amigos valiosos e acredito que a Educação é a arma para Transformar nosso Planeta num lugar onde o Respeito e o Amor sejam constantes.Escrevo desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante algo que possa beneficiá-lo . Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer.

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Ter tudo e não ter nada




Existem ocasiões em nossa vida em que temos tudo em nossas mãos para sermos felizes. No entanto, vivemos sempre a procura de desculpas para não aproveitarmos as oportunidades que surgem, quer seja por medo de assumirmos posicionamentos diante de alguém ou da sociedade, quer seja por teimosia (tipo, não vou fazer a vontade de ninguém, não sou uma  pessoa que todos mandam). Entretanto,  o que nos parece imposição de outrem, pode ser apenas sugestão e encorajamento , e o temor do que os outros possam pensar de nós é pura falta de personalidade. Se não devemos a ninguém, pouco importa o que pensem ou julguem, aliás quem julga por si só já é digno de pena. Somos humanos e passíveis de erros e se erramos, aprendemos e a seguir acertamos o passo.
E é exatamente aí que temos tudo e não temos nada. Falta-nos a determinação, a luta por aquilo que desejamos, sem olhar os obstáculos, pois quando se quer se consegue. Todavia,  sem percebermos isso na  maioria das vezes,  perdemos as chances de vivermos intensamente os melhores momentos, de conquistarmos os melhores lugares, de amarmos as pessoas que nos completam e USUFRUIRMOS plenamente o que DEUS nos deu de presente a VIDA.

Denise Vieira Doro

Um comentário:

#*Marly Bastos*# disse...

Amiga Denise,
É exatamente assim que vamos procedendo ao longo da vida, e ela vai escorrendo pelos vão dos dedos do tempo...
Bela reflexão.
Bjks doces

Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog