Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Uma mulher guerreira, romântica, amante de música e tudo que envolve cultura e artes. Pedagoga, poetisa, escritora de fatos da vida e de sentimentos envolventes na vida de todos nós. Amo crianças, respeito e venero as pessoas idosas, luto pelo fim de todo e qualquer preconceito.Oro pela cura de doenças como o câncer, a Aids entre outras...Sou viúva de um homem maravilhoso,me fez feliz por quase quarenta anos, mãe de três filhos e possuo seis lindos netos. Tenho amigos valiosos e acredito que a Educação é a arma para Transformar nosso Planeta num lugar onde o Respeito e o Amor sejam constantes.Escrevo desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante algo que possa beneficiá-lo . Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

A satisfação pessoal

A satisfação pessoal
Vivemos dias de correria, estresse e insatisfação pessoal.Percebemos que nada satisfaz as pessoas. Se estão magras são rotuladas de anoréxicas, se gordinhas querem fazer redução de estômago, se moram num apartamento, querem uma casa grande, se possuem um padrão de vida razoável, almejam a riqueza e o consumismo acaba sendo a válvula de escape de todas essas pseudo frustrações.O que observamos de assustador é que não existe mais tempo para uma conversa em família, um almoço onde todos estejam sentados à mesa. Um joguinho de Bingo para distrair, e etc...A convivência está se tornando algo raro. Porém, nos momentos de ansiedade e nervosismo, a necessidade de estar junto de outras pessoas é perfeitamente notada. Ninguém pode viver isolado do mundo, pois em diversas ocasiões as pessoas estão rodeadas de outras, mas sentindo-se terrivelmente sós. Os valores como família, amigos, convivência, união e tantos outros estão sendo relegados.Vamos ficar atentos para que a pressa, a ambição desenfreada, o status não ocupem em nós a prática da fraternidade, diálogo, convívio e conquista meritória daquilo que buscamos de forma gradual e calma.
Denise Vieira

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog