Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Sou escritora desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante através de meus textos palavras edificantes e que causem impacto é uma fé imensa na vida e na humanidade. Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer. Faço parte da Leia/JF, Liga de escritores, autores e ilustradores de Juiz de Fora. Sou da Academia de Letras Joaquim Osório Duque Estrada no município de Paty do Alferes onde residi por trinta e cinco anos. A vida é um belo presente.

terça-feira, 27 de abril de 2010

MÃE

Mãe

Pessoa única em nossas vidas.
A importância da mãe é infinita. Quando a mulher torna-se mãe, algo de Divino parece que a envolve... Seus olhos adquirem um brilho especial e sua ternura aflora de tal forma que não há quem não perceba.
Toda mulher passa por alguma transformação em seu jeito de Ser após a maternidade.
Com o filho no ventre, vive a sonhar e passa por grande ansiedade. Deseja tê-lo em seus braços. E assim sendo, poderá amá-lo, educá-lo , viver em função dele e só sentir-se-á realizada com a sua felicidade.
Um único dia no ano jamais será o bastante para enaltecer e agradecer as Mães pelo que foram e ainda representam em nossa caminhada por este Planeta.
No entanto,devemos lembrar-nos das mulheres que muito desejavam ter um filho, mas não conseguiram. Todavia não se deram por vencidas, adotaram e criaram com muito amor os filhos do coração. E ainda hoje isso ocorre em todo o mundo.
Amor, dedicação, noites de sono perdidas, preocupação, cuidado e tantos outros predicados que teria que escrever muitas páginas.
Alguém um dia escreveu que Mãe é algo tão sublime que o filho de Deus veio ao mundo por ela, caracterizando a importância ímpar em nossa existência.
Que todas as Mães possam receber de seus filhos amor, carinho e respeito não apenas no segundo domingo de maio mas, sempre , a cada minuto vivido.
Feliz Dia das Mães!

Nenhum comentário:

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog