Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Sou escritora desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante através de meus textos palavras edificantes e que causem impacto é uma fé imensa na vida e na humanidade. Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer. Faço parte da Leia/JF, Liga de escritores, autores e ilustradores de Juiz de Fora. Sou da Academia de Letras Joaquim Osório Duque Estrada no município de Paty do Alferes onde residi por trinta e cinco anos. A vida é um belo presente.

domingo, 24 de outubro de 2010

O dinheiro nosso de cada dia...

Ambição desvairada! Infelizmente é que percebemos em grande parte da humanidade. Tudo pelo dinheiro. Vale caluniar, transgredir a ética e desrespeitar tudo que concerne ao bem e as virtudes essenciais.
Mesmo assim, assistimos a esses quadros passivamente. Até quando?
Cabe a nós, que temos observado tais fatos, começarmos a lutar contra esse mal. O dinheiro é necessário, mas não deve ser tudo e estar acima de qualquer coisa. Existem valores que nos conduzem a felicidade, a paz e ao equilíbrio e consequentemente se temos o hábito de vivermos tais valores o dinheiro virá por merecimento.
Vemos famílias se destruírem pela ganância, pessoas pisando e humilhando quando sentem-se acima dos que menos possuem. E esse caminho vai levá-los a que lugar?
Será que compensa fazer do vil metal um DEUS?
Vamos repensar nossas atitudes. Quando ficamos calados estamos sendo coniventes com o que se passa. Levemos sempre palavras que possam nortear o caminho daqueles que errôneamente pensam que DINHEIRO é tudo.
Sejamos exemplo de que amizade, companheirismo, fraternidade, perdão e trabalho nos farão mais felizes e completos.
Através de ações saudáveis, trabalho honesto e perseverança obteremos algo que jamais nos será furtado. Sabem o que é?
O respeito e a dignidade.

Denise Vieira Doro

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog