Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Uma mulher guerreira, romântica, amante de música e tudo que envolve cultura e artes. Pedagoga, poetisa, escritora de fatos da vida e de sentimentos envolventes na vida de todos nós. Amo crianças, respeito e venero as pessoas idosas, luto pelo fim de todo e qualquer preconceito.Oro pela cura de doenças como o câncer, a Aids entre outras...Sou viúva de um homem maravilhoso,me fez feliz por quase quarenta anos, mãe de três filhos e possuo seis lindos netos. Tenho amigos valiosos e acredito que a Educação é a arma para Transformar nosso Planeta num lugar onde o Respeito e o Amor sejam constantes.Escrevo desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante algo que possa beneficiá-lo . Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Um passado que merece ser relembrado



                                        Mãe, avó e avô          Casamento Vô e Vó
Bisavó

Meus avós eram portugueses, avô nascido na cidade do Porto, em Leixões e minha avó em Lisboa. No entanto minha bisavó ( que era de Coimbra) Judite, veio para o Brasil em 1926 com minha avó materna e aqui se radicou, na cidade do Rio de Janeiro,no centro da cidade , e Sofia Rodrigues Figueiredo (avó) conheceu mais tarde meu avô Joaquim José Aroso Murat Pinto Bastos. Casaram-se em 1931 e minha mãe nasceu em 31 de maio de 1932. O nome de minha mãe era Maria de Lourdes Figueiredo Aroso Murat Pinto Bastos . Na cidade do Rio de Janeiro ela estudou  até completar o curso ginasial. E desde os treze anos de idade ia passear com meu avô nas férias em Paty do Alferes ( cidade do interior do Estado do Rio) e Miguel Pereira que dista seis quilômetros de Paty. Quando completou dezesseis anos foram residir definitivamente em Miguel Pereira, onde meu avô abriu uma loja de tecidos e minha mãe ajudava na loja. Durante uns dois anos auxiliando meu avô estabeleceu amizades que duraram mais de quarenta anos. Suas amigas mais chegadas eram: Lecy, Norma Saraiva, Vilma,Ely, Gilda e Ignêz. A juventude de minha mãe foi aproveitada com passeios de charrete e convívio salutar com as amigas.Aqui posto algumas fotografias desse passado de que me orgulho. Meu avô era contador de uma empresa no Rio de Janeiro e em Miguel Pereira tornou-se proprietário da Loja de Tecidos. Minha avó era costureira e excelente. Até vestidos de noiva ela confeccionava. Recebeu uma educação primorosa em Portugal, lá estudou em colégios bons. Ao chegar ao Brasil, falava Francês e Tocava Violino.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog