Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Uma mulher guerreira, romântica, amante de música e tudo que envolve cultura e artes. Pedagoga, poetisa, escritora de fatos da vida e de sentimentos envolventes na vida de todos nós. Amo crianças, respeito e venero as pessoas idosas, luto pelo fim de todo e qualquer preconceito.Oro pela cura de doenças como o câncer, a Aids entre outras...Sou viúva de um homem maravilhoso,me fez feliz por quase quarenta anos, mãe de três filhos e possuo seis lindos netos. Tenho amigos valiosos e acredito que a Educação é a arma para Transformar nosso Planeta num lugar onde o Respeito e o Amor sejam constantes.Escrevo desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante algo que possa beneficiá-lo . Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer.

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Expressar sentimentos










 
Como é difícil expressar sentimentos!
Temos receio em dizer o que sentimos, se queremos algo ou se não desejamos. A vida é curta e perdemos um enorme tempo pensando, pensando, pensando... Depois que perdemos algo ou alguém que muito queríamos,  somos tomados pelo arrependimento. O tempo não volta , as situações jamais serão as mesmas. Cabe-nos recomeçar e tentar de todas as maneiras fazer um novo fim.
As aparências enganam, não pré-julguemos as pessoas. Nem todas vão reagir da forma que almejamos e isso não significa que estas não gostem de nós. O mundo gira , nossas reações são imprevisíveis , porém o que se passa dentro de nosso coração somente nós temos conhecimento.
Vivamos o dia de hoje com muita vontade de realizar nossos projetos quer sejam no âmbito material como no emocional. A grande sabedoria está no perdoar, no esquecermos o que foi feito  e recebido  por nós com aquela sensação de derrota. Não somos feitos para a derrota e sim para galgarmos a vitória. Que tenhamos coragem para esquecer, determinação para perseguirmos o que queremos e carinho para reconquistarmos o que pensávamos estar totalmente perdido.

Denise Vieira Doro

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog