Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Uma mulher guerreira, romântica, amante de música e tudo que envolve cultura e artes. Pedagoga, poetisa, escritora de fatos da vida e de sentimentos envolventes na vida de todos nós. Amo crianças, respeito e venero as pessoas idosas, luto pelo fim de todo e qualquer preconceito.Oro pela cura de doenças como o câncer, a Aids entre outras...Sou viúva de um homem maravilhoso,me fez feliz por quase quarenta anos, mãe de três filhos e possuo seis lindos netos. Tenho amigos valiosos e acredito que a Educação é a arma para Transformar nosso Planeta num lugar onde o Respeito e o Amor sejam constantes.Escrevo desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante algo que possa beneficiá-lo . Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer.

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

A terceira idade

A  maior dificuldade para as pessoas após os sessenta anos, da melhor idade, ou terceira idade, é  aceitar o que se passa em suas vidas. A sociedade ainda não está preparada para olhar o idoso como gente...Gente que ama, sente, sonha, realiza, trabalha, pratica atividade física, dança, gosta de passear e sorrir muito. Rotulam-nas como inaptas para tudo isso. No entanto, por outro lado os idosos permitem em certas ocasiões pensamentos funestos, desvalia ou baixa auto estima. Cabe a nós idosos, lutarmos contra esse mal. O que os outros pensam  ou dizem  a nosso respeito só deve nos atingir se for algo bom, construtivo e motivador... É isso MOTIVAÇÃO é tudo que necessitamos e quando nossa tendência é o contrário temos que ter FÉ, acreditarmos na humanidade e nos amarmos mais. De nada adianta tentarmos fugir, pois levaremos conosco tudo que permitimos que nos atormente. Nada é insolúvel. Somos úteis e sempre alguém mais novo vai precisar de nós. E que peça nossa ajuda, estaremos aí para mostrarmos que vivemos de bem com a vida e com nosso próximo.
Denise Vieira Doro

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog