Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Uma mulher guerreira, romântica, amante de música e tudo que envolve cultura e artes. Pedagoga, poetisa, escritora de fatos da vida e de sentimentos envolventes na vida de todos nós. Amo crianças, respeito e venero as pessoas idosas, luto pelo fim de todo e qualquer preconceito.Oro pela cura de doenças como o câncer, a Aids entre outras...Sou viúva de um homem maravilhoso,me fez feliz por quase quarenta anos, mãe de três filhos e possuo seis lindos netos. Tenho amigos valiosos e acredito que a Educação é a arma para Transformar nosso Planeta num lugar onde o Respeito e o Amor sejam constantes.Escrevo desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante algo que possa beneficiá-lo . Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer.

domingo, 14 de março de 2010

Saber esquecer

Sabedoria do Esquecimento

Essa é realmente uma virtude pouco lembrada. Esquecimento sim. Refiro-me a esquecermos tudo de desagradável que ocorre ou ocorreu em nossa vida.
De que adianta ficarmos remoendo sentimentos e pensamentos de fatos que nos trouxeram lágrimas, dor e aborrecimentos desnecessários? Atrevo-me a afirmar que são completamente sem importância. Indubitavelmente existem situações que nos pegam de surpresa. Pessoas de quem não esperávamos com reações de violência, estupidez e completo desequilíbrio psicológico diante de algumas coisas deixam-nos atordoados. No entanto, vamos parar... refletir...e... chegaremos a conclusão de que nada disso vai ajudar-nos.O melhor é deletarmos rapidinho o que teima em nos magoar e após dias ou noites uma aproximação da criatura em questão, um diálogo e tudo esclarecido será.
Se teremos sucesso, não posso afirmar. Todavia tentar é válido e sempre teremos uma oportunidade de melhorarmos e ajudarmos alguém que precise realmente de um diálogo franco e tranquilo. Quando aprendemos a dominar nossas emoções , estaremos progredindo intimamente e seremos mais felizes.

Denise Vieira

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog