Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Sou escritora desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante através de meus textos palavras edificantes e que causem impacto é uma fé imensa na vida e na humanidade. Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer. Faço parte da Leia/JF, Liga de escritores, autores e ilustradores de Juiz de Fora. Sou da Academia de Letras Joaquim Osório Duque Estrada no município de Paty do Alferes onde residi por trinta e cinco anos. A vida é um belo presente.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

O prazer de estar vivo.







Nada é mais gratificante do que sentirmos o prazer de viver! Quando abatidos por alguma enfermidade, algo nos amedronta e este é o medo da morte. Indubitavelmente a saúde, os momentos de intensa alegria e sabermos contornar os problemas que surgem e nem sempre são inevitáveis são grandes aliados desse sentimento tão prazeroso. Estar vivo! Contemplar cada amanhecer, sentir o calor do sol, os pingos da chuva, o cheiro de terra molhada, apreciar as belezas naturais, uma noite estrelada, o sorriso das crianças, a graciosidade de um bebê e etc... E nem sempre estamos atentos para coisas tão simples e ao mesmo tempo tão importantes.
Recordarmos sempre os fatos do passado que nos trouxeram muitas alegrias. Esquecermos sempre tudo que nos trouxe profunda tristeza e muitas lágrimas tais como: decepções, perdas de entes queridos, doenças graves, etc... Viver é tão simples, mas temos a tendência de complicarmos algo tão bom e um presente que recebemos a cada  novo dia.
Oportunidades infinitas temos de aprendizado! Nossa capacidade de percepção deve estar ligada para que tudo seja analisado, e consequentemente aproveitado. Na verdade as experiências frustradas servirão de lição, no futuro não cometeremos mais os mesmos erros. E tudo que trouxe-nos satisfação poderá novamente ser usado em prol do prazer inigualável de viver!

Denise Vieira Doro
Livro: " A felicidade não se compra"

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog