Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Uma mulher guerreira, romântica, amante de música e tudo que envolve cultura e artes. Pedagoga, poetisa, escritora de fatos da vida e de sentimentos envolventes na vida de todos nós. Amo crianças, respeito e venero as pessoas idosas, luto pelo fim de todo e qualquer preconceito.Oro pela cura de doenças como o câncer, a Aids entre outras...Sou viúva de um homem maravilhoso,me fez feliz por quase quarenta anos, mãe de três filhos e possuo seis lindos netos. Tenho amigos valiosos e acredito que a Educação é a arma para Transformar nosso Planeta num lugar onde o Respeito e o Amor sejam constantes.Escrevo desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante algo que possa beneficiá-lo . Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer.

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Sexta-feira da Paixão , hoje.

Os tempos mudaram!!! E como!!!
No meu tempo de criança Sexta-feira da Paixão era dia de recolhimento, respeito e vivência do sofrimento de Jesus por nós. De família católica , participávamos de todos os rituais da Igreja. Não podíamos cantar, nem falar alto. Íamos à Igreja lá pelas 15 horas , participávamos de orações e era lido o sofrimento de Jesus , desde o Calvário até a Crucificação. Lembro-me que eu às vezes me emocionava. Depois tinha a procissão e a adoração do Santíssmo com turnos de rodízio  até ao anoitecer  de sábado ,não ficaria sozinho o Santíssimo Sacramento. Isso tudo além de não se ingerir carne nesse dia. Hoje tudo diferente. Não existe mais o mesmo respeito, as pessoas mudaram  e creio que a Igreja teve que acompanhar um pouco a modernidade. Sei que algumas celebrações da Páscoa ainda realizam-se, porém os cristãos aproveitam ( uma grande parte) Para curtirem praia, cervejinha e etc... Refletir sobre o significado dos acontecimentos vividos por Jesus é questionável. O mundo demonstra claramente que a falta de Amor está imperando e Deus é Amor. Que nesta Páscoa pensemos menos nos chocolates e mais em nossa libertação do egoísmo e de tantos outros defeitos que nada servem para nossa felicidade, e em nada ajudam no bem estar de nossos semelhantes.

Feliz Páscoa!

Um comentário:

Denise Vieira Doro disse...

Excelente reflexão! Valeu!

Ocorreu um erro neste gadget

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog