Quem sou eu

Minha foto
Juiz de Fora, Minas Gerais, Brazil
Sou escritora desde os onze anos de idade.Meu primeiro livro publicado é "Soltando as Amarras", poesias num misto de romance, auto ajuda, homenagens e quebra de paradigmas.Escrevo vários gêneros literários. Tenho outros livros prontos para publicação, inclusive infantis. Creio que tenho por missão transmitir ao meu semelhante através de meus textos palavras edificantes e que causem impacto é uma fé imensa na vida e na humanidade. Fazer feliz as pessoas é meu maior prazer. Faço parte da Leia/JF, Liga de escritores, autores e ilustradores de Juiz de Fora. Sou da Academia de Letras Joaquim Osório Duque Estrada no município de Paty do Alferes onde residi por trinta e cinco anos. A vida é um belo presente.

domingo, 19 de fevereiro de 2012

AMAR É CUIDAR






 

Poucas pessoas se preocupam com uma das formas de AMAR  muito importante e me atrevo a afirmar imprescindível. Amar é cuidar. Cuidar da pessoa que amamos,  se doente com muita dedicação e coragem, se sadio com  sabedoria para evitar ferir com palavras, atos  e demonstrações exageradas de vaidade. A vaidade em algumas ocasiões provoca mal estar em pessoas que são muito sensíveis e mesmo porque tudo em excesso prejudica. O ato de Amar envolve muitos cuidados, tais como evitar deixar a outra pessoa constrangida diante de algumas atitudes que tomamos impensadamente. Aí está, cuidarmos melhor de nós mesmos, do que somos, e do que estamos fazendo para nossos semelhantes no dia a dia. Cuidarmos de nossa aparência, de nossa alimentação, enfim se tudo isso estiver em consonância estaremos amando de forma bem melhor e irradiando esse amor a todos. É mister que se faça sempre que possível meditações, não importa a religião, todavia reservarmos alguns momentos do dia para orarmos, encontrarmos dentro de nós aquela paz que conduzir-nos-á ao equilíbrio tão necessário para viver quanto a forma de respirarmos.
Diante disso tudo temos que Cuidar, pois  cuidando estaremos amando e amando muito melhor!
Denise Vieira Doro

Um comentário:

Anônimo disse...

Concordo com você amiga. Para amar é necessário ter sensibilidade!
Beijokas doces!

Meus netos

Meus netos
Dia 18 de junho de 2010

Arquivo do blog